sexta-feira, junho 21, 2024
HomeBrasilHorário de verão terá menos economia de energia

Horário de verão terá menos economia de energia

Horário de verão terá menos economia de energiaDe acordo com Ildo Grüdtner, o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, o Brasil deve economizar o equivalente a R$ 278 milhões com o horário de verão 2014/2015, em sua 39ª edição. O horário de verão começa no próximo dia 19 e é válido para os moradores do Distrito Federal e ainda outros dez estados, que seguem com os relógios adiantados em 60 minutos até o dia 22 de fevereiro do próximo ano. A medida será válida no país por 126 dias, o que representa quase uma semana a mais do que a média do horário de verão nos últimos 15 anos. A última edição do horário de verão teve uma semana a menos, de 20 de outubro a 16 de fevereiro. A medida foi prorrogada nessa edição para evitar que alterasse a realização do carnaval.

A economia de energia na última edição do programa chegou a R$ 405 milhões. A expectativa de economia para este ano é menor por conta da maior demanda de geração de energia, em decorrência do menor volume de chuvas, explicou o secretário. Mesmo com a queda na economia, o secretário defende que o horário de verão ainda compensa. Entre outros benefícios, além da economia, estão ainda a redução na sobrecarga dos transformadores e linahs de tensão. Com isso, tem-se ganhos no turismo e lazer, com as pessoas saindo do trabalho ainda com sol e podendo desfrutar do dia.
O horário de verão vigora nos seguintes estados: Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O secretário também informou que a expectativa é conseguir diminuir o consumo de água nos reservatórios do centro oeste e sudeste em cerca de 0,4%, além de 1,1% nos estados da região Sul. A medida ainda deve evitar um gasto próximo de R$ 4,5 bilhões com a construção de estações termelétricas nesse período.

LEIA TAMBÉM

Últimas Notícias