Publicado em: segunda-feira, 08/09/2014

Yuri Fernandes deixa a prisão após pagar fiança de R$ 5 mil; advogados negam agressão

Yuri Fernandes deixa a prisão após pagar fiança de R$ 5 mil; advogados negam agressãoNa tarde do último sábado (6), o ex-BBB Yuri Fernandes deixou a prisão após ter pago fiança de R$ 5 mil, determinada pela Justiça de Maceió. Yuri é professor de MMA e estava preso desde a manhã de sexta-feira (5), acusado de ter agredido à namorada Angela Sousa, dançarina do “Domingão do Faustão”. O casal mora no Rio de Janeiro, mas quando o fato aconteceu, estavam passando a semana em um hotel luxuoso de Maceió até que um funcionário ouviu gritos e foi buscar saber o que estava acontecendo. A Polícia Militar foi acionada, e os dois foram levados para a Delegacia da Mulher afim de prestarem depoimentos.

Algumas horas depois, Yuri foi levado para a Casa de Custódia, onde teve que passar a noite. Os advogados do ex-BBB entraram com um pedido de relaxamento da prisão de Yuri. De acordo com a diretora executiva do escritório de advocacia que o representa, Ana Paola Almeida, agora eles estão aguardando a decisão judicial.

Esclarecimento em rede social

Na manhã do último sábado, a bailarina postou em sua conta do Instagram uma foto em que ela aparece com o olho roxo e relatou o que aconteceu: “Reparei que receber um soco no olho vindo de trás de você, enquanto está agachada chorando, não é legítima defesa. Tampouco um pisão nas costas enquanto se esta caída no chão. A diferença de força entre um homem e uma mulher é óbvia. Isso qualquer um sabe.. Principalmente vinda de um lutador que usa o que aprendeu no ringue, em casa. E só quem está sentindo as dores por ter sido surpreendida com um chute “frontal” na barriga ao levantar da cama, sou eu, contudo, não sinto mágoa, raiva, pena, etc.. Anulei automaticamente parte dos meus sentimentos. Exaltei o amor próprio (mesmo que tardio)”.

Por meio de nota, o escritório de advocacia Bulhões & Bilhões, que está cuidando do caso do ex-BBB, confirmou que o casal discutiu e justificaram que a briga teria sido motivada por uma crise de ciúmes da parte de Ângela. Os advogados negaram qualquer tipo de agressão física.