Publicado em: segunda-feira, 20/05/2013

Yahoo promete não estragar sua nova aquisição, o Tumblr

Yahoo promete não estragar sua nova aquisição, o TumblrPrimeiro, você sabe pronunciar Tumblr? A palavra esquisita e sem conexão estrutural para nós brasileiros deve ser lida em inglês, assim: tambler, bem fechado. Agora um pouco de história do jovem Tumblr, uma espécie de blog, portfólio de imagens e rede social que foi criada pelo americano David Karp e Marco Arment em 2005. Hoje, o Tumblr possui nada mais nada menos que 117 milhões de usuários de toda a parte do o mundo.

Mesmo com todo este sucesso de público o retorno financeiro gera uma receita não satisfatória. Esta plataforma, no ano passado gerou poucos 13 milhões de dólares, que seria em reais o equivalente a uma receita de cerca de 26 milhões.

A compra

Sabendo que a plataforma Tumblr não estava rendendo muito aos seus idealizadores a empresa de internet, Yahoo, aproveitou e fez uma oferta de compra. Neste domingo passado, dia 19 de maio, o Yahoo publicou a realização do negócio, uma compra total realizada por uma bagatela de apenas um bilhão e cem milhões de dólares, o que seriam mais de dois bilhões de reais.

De acordo com comentários de funcionários do Yahoo, Segundo relatos, a intenção dela é atuar mais concretamente na plataforma visando um público mais jovem, com idades entre 18 e 24 anos, o mesmo público que a empresa decidiu recentemente em investir em publicidade. Antes da aquisição eles já sabiam que esta faixa etária representava a maioria dos usuários do Tumblr. A ideia geral é de o Tumblr continuar a operar desta maneira independente.

David Karp, que é o atual diretor-executivo do Tumblr continuará no cargo da empresa realmente a mantendo independente do Yahoo. Esta aquisição representa para Marissa Meyer uma das suas grandes apostas como nova CEO da empresa Yahoo e para ela o Tumblr é uma plataforma onde estão se desenvolvendo expressões criativas e podem estar redefinindo uma expressão online. Marissa acredita que a plataforma adquirida e a empresa são realmente muito diferentes e por isso se tornam complementares.