Publicado em: segunda-feira, 09/07/2012

Wimbledon – Federer vence e bate recordes

Roger Federer voltou ao topo. O tenista suíço venceu o Aberto de Wimbledon no último domingo (08), ao bater o escocês Andy Murray por 3 sets a 1 (parciais de 4-6, 7-5, 6-3 e 6-4) e com isso reassumiu o primeiro lugar do ranking mundial, além de quebrar uma série de recordes.

O triunfo na grama sagrada do All England Club transformou o suíço no maior vencedor do Grand Slam inglês, com sete conquistas, mesmo número do norte-americano Pete Sampras, que até então era considerado o maior vencedor em Wimbledon. Federer ainda aumentou a vantagem sobre Sampras como o tenista com o maior número de Grand Slams conquistados : 17 contra 14 do norte-americano.

Pete Sampras – apontado por muitos como o maior da história do tênis – agora também foi superado por Federer no número de semanas à frente do ranking mundial. Com o triunfo em Wimbledon, Roger Federer irá acumular 286 semanas na liderança da ATP.

Roger Federer retorna ao posto de número um do mundo, de onde saiu em junho de 2010 – ao perder para Robin Soderling em Roland Garros – e nunca mais havia conseguido retornar. Foi o maior período que um tenista passou em reassumir a o topo do ranking, desde Andre Agassi, que reassumiu a liderança após mais de três anos.

Outra marca importante obtida pelo tenista suíço é que ele é o segundo jogador mais velho a permanecer na liderança da lista da ATP. Aos 31 anos, ele só perde para Agassi, que se tornou número um do mundo aos 33 anos. Agora, Federer parte em busca de outro feito histórico, coincidentemente também obtido por Agassi.

A partir do dia 27 Roger Federer irá disputar os Jogos Olímpicos de Londres, onde irá tentar a medalha de ouro, e desta forma fechar o chamado ‘Golden Slam’, quando se vence os quatro Grand Slams e o torneio olímpico. Até hoje, apenas três tenistas conseguiram este feito: Agassi, Rafael Nadal e Steffi Graff.