Publicado em: quinta-feira, 03/04/2014

WhatsApp supera desconfiança pós-venda e bate recordes de mensagens

WhatsApp supera desconfiança pós-venda e bate recordes de mensagensO app WhatsApp segue quebrando recordes de troca de mensagens. Desta vez, a marca alcançada foi de 64 bilhões de mensagens em um período de 24 horas. O anúncio foi feito no perfil oficial do aplicativo no Twitter, mas não informa em qual dia ocorreu este fato. Foram 20 bilhões de informações enviadas, e outros 44 bilhões de recebimentos no período. A disparidade nos números é justificada por conta dos envios de mensagens a grupos, onde contabiliza-se apenas uma vez o envio, porém todas as visualizações.

Estes resultados demonstram que o WhatsApp conseguiu passar por cima das desconfianças que surgiram por conta da aquisição do aplicativo pelo Facebook. A pulga atrás da orelha dos usuários se manifestou devido aos casos envolvendo espionagem e roubo de informações de contas da rede social. A transação envolveu valores que chegam a US$ 16 bilhões, muito acima da aquisição de outra rede social pelo Facebook, que comprou o Instagram por US$ 1 bilhão em 2012.

Sem cadastros

De acordo com o presidente-executivo do WhatsApp, Jan Koum, que também foi o desenvolvedor do software, este negócio não deve alterar questões relativas à privacidade dos usuários, especialmente quanto ao uso de informações pessoais para fins comerciais. Não haverá necessidade de qualquer tipo de cadastro semelhante a um mailing, com nome, e-mail ou data de nascimento, por exemplo.

A negociação envolvendo o aplicativo gerou evolução no download de similares considerados independentes, como Viber e Line, já conhecidos pelo público brasileiro, e o desconhecido russo Telegram, que praticamente triplicou os downloads no período em que a venda era concretizada e anunciada. Apesar disso, liberação de recursos diferenciados voltaram a impulsionar a popularidade do WhatsApp, que segue sendo considerado o app mais funcional entre os sistemas similares, e tem na abrangência atingida antes da negociação seu trunfo.