Publicado em: quinta-feira, 20/02/2014

WhatsApp cresceu mais rápido que Facebook em 4 anos

WhatsApp cresceu mais que Facebook em 4 anosHá alguns meses havia sido anunciado que o WhatsApp era uma espécie de pedra no sapato do Facebook e que muitos usuários da rede social de Mark Zuckerberg haviam migrado para o aplicativo. Na manhã da última quarta-feira (19), o Facebook anunciou que o WhatsApp foi comprado pela empresa de Zuckerberg por uma bagatela de 16 bilhões de dólares.

Criado há quatro anos, o WhatsApp conseguiu 400 milhões de usuários, muito mais do que Facebook havia conseguido nos quatro primeiros anos de criação. O presidente-executivo e cofundador do Facebook tem minimizado a concorrência comprando-os. O aplicativo funciona como uma máquina de troca de mensagens entre pessoas e diariamente milhões de pessoas passam a utilizar o programa por ser leve e não ser uma rede social propriamente dita.

No mesmo período de tempo, quatro anos após o nascimento do Facebook em um dormitório da Universidade norte-americana de Harvard, a rede social era utilizada por 145 milhões de pessoas, contra 450 milhões do WhatsApp.

Com a compra, usuários passaram a ficar preocupados que a qualidade do serviço diminua, o que o Facebook modifique o que havia sendo feito pelo WhatsApp antes da aquisição, e para acalmá-los, Mark afirma que não fará modificações no aplicativo nos próximos anos. Diferente dos demais, o WhatsApp não possui nenhum anúncio no aplicativo, o que certamente deverá ser uma das mudanças que o Facebook irá fazer. Outro detalhe crucial é o fato de que o programa pode ser baixado e instalado por qualquer plataforma móvel, facilitando ainda mais o acesso ao app.

Esta não é a primeira aquisição do Facebook, em 2012 a rede social de Mark Zuckemberg adiquiriu o Instagram por 1 bilhão de dólares. Atualmente, mais de 1,23 bilhão de usuários acessam o Facebook, firmando-se cada vez mais como a maior rede social do planeta.