Publicado em: terça-feira, 03/07/2012

Vocalista do Lamb of God paga fiança, mas continua preso

O vocalista da banda norte-americana Lamb of God, Randy Blythe, continua preso em Praga, na República Tcheca, mesmo depois de pagar fiança. O cantor foi detido na quara-feira (27) sob a acusação de ter matado um fã em uma apresentação do grupo em 2010. Blythe espera pela decisão judicial que irá determinar se ele será solto e voltará para os Estados Unidos.

De acordo com o endereço eletrônico Blesk.cz, a fiança de aproximadamente US$ 200 mil foi paga nesta segunda-feira (2). No entanto, o juiz que cuida do caso, Petr Fassati, ainda irá avaliar a questão que envolve o artista, e isso ainda pode demorar mais 10 dias. Blyther poderá permanecer no país até o término do julgamento.

O caso

Em 2010, um fã chamado Daniel N, de 19 anos, pretendi subir no palco onde a banda estava realizando um show na capital tcheca, e o vocalista do grupo teria o empurrado, mandando o jovem novamente para a plateia. O fã bateu a cabeça e, dias depois, teve uma hemorragia cerebral e faleceu. Segundo o “New York Times”, Blyther responde por homicídio culposo.

O guitarrista, Willie Adler, afirma que não se lembra do caso, mas que manda suas condolências para a família do fã. Vários outros artistas mandaram mensagens de apoio para Blyther. Entre eles está o músico Slash, que colocou a seguinte mensagem em sua página no Twitter: “Randy Blythe, vocalista do Lamb of God, foi falsamente acusado de assassinato em Praga. Poste #freerandyblyther e dê seu apoio a ele”.