Publicado em: sábado, 03/12/2011

“Viúva da Mega-Sena” é absolvida

Adriana Oliveira, mais conhecida como “a viúva da Mega-Sena”, foi absolvida das acusações de assassinato do marido Renné Senna, morto em 2007. Depois de receber a notícia de sua absolvição, Adriana chorou. O advogado de defesa, Jackson Costa, disse que ele não acreditasse que ela fosse inocente não teria aceitado defendê-la e se diz satisfeito, pois não havia provas contra sua cliente.

O advogado de Adriana ainda diz que fez a sua defesa com o coração e está muito contente com o que foi decidido. Adriana deve conseguir um patrimônio de aproximadamente R$ 50 milhões. Porém, nem todos ficaram felizes com a absolvição da “viúva da Mega-Sena”. Os familiares de Renné Senna ficaram espantados e saíram do plenário rapidamente.

Renné Senna foi assassinado, em Rio Bonito, dois anos após ganhar na Mega-Sena um prêmio de R$ 52 milhões. Por decisão judicial, a herança de Senna será dividida entre Adriana Oliveira e Renata, filha de Renné Senna. De acordo com Marcelo Espíndola, juiz de Rio Bonito, a fortuna da vítima chegava a R$ 100 milhões.

Priscila Naegelle, promotora do caso, disse que o Ministério Público irá recorrer da decisão, pois ela acredita que foi Adriana a mandante do crime. Na última quinta-feira, Adriana afirmou, em depoimento, que traiu o marido porque ele tinha disfunção erétil e ela procurava por “satisfação sexual”. A professora de educação física Janaina Oliveira e os ex-policiais Marco Antonio Vicente e Ronaldo Amaral também foram absolvidos das acusações.