Publicado em: sábado, 01/03/2014

Visita feita a José Dirceu fora do dia de visita está sendo investigado pela Justiça

Visita feita a José Dirceu fora do dia de visita está sendo investigado pela JustiçaUma visita fora dos dias regulares ao ex-chefe da Casa Civil, levantou suspeitas. A Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, está apurando para constatar se realmente houve algum tipo de irregularidade em um encontro no presídio da Papuda, entre José Dirceu e um defensor público. O petista cumpre pena de 7 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa. Essa visita aconteceu no dia 6 de janeiro, em uma segunda-feira, e a suspeita foi levantada porque o cronograma de visitas são somente na quarta e quinta-feira, e em outros casos de visita em dias diferentes, só podem ser por advogados.

De acordo com a Defensoria Pública da União informou que o defensor federal Heverton Gisclan Neves da Silva visitou José Dirceu apenas em um ato voluntário e pessoal, para o desenvolvimento de ‘pesquisa academia própria’, o órgão afirma que, o defensor realiza pesquisa sobre o processo do Mensalão PT. Mesmo com estas justificativas, a Corregedoria do órgão ainda avalia o caso para ver se houve realmente algum tipo de irregularidade.

Durante o julgamento do mensalão, a Defensoria Pública da União entrou em defesa a um dos acusados, Carlos Alberto Qualia, que teve benefícios pelo fato do caso ter sido enviado a julgamento. Segundo foi informado a apuração dos fatos ainda está em processo, mas não foi divulgado desde quando. Na última quinta-feira (27), o juiz Bruno Ribeiro solicitou informações sobre benefícios que os condenados estariam tendo.

Absolvição

Na última sexta-feira (27), seis dos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), absolveram dos crimes de formação de quadrilha, o ex-ministro da Casa Cívil José Dirceu e mais 7 condenados ao processo do Mensalão. Todos eles a partir de agora irão cumprir somente as sentenças por outros crimes cometidos.