Publicado em: segunda-feira, 23/04/2012

Violência continua forte na Síria mesmo com presença da ONU

Mesmo com a presença dos capacetes azuis (soldados da ONU) no centro da Síria, devido a pedido dos próprios militares que estão temendo a ocorrência de novas violações do comando de cessar fogo, ao menos três pessoas morreram no último domingo (22).

As últimas violações da trégua resultaram na morte de mais de 200 pessoas desde que entrou em vigor, no dia 12 deste mês. Kofi Annan, emissário internacional da ONU, afirmou que o país necessita para de usar as armas pesadas e conseguir tirá-las dos centros urbanos.

Violência Síria

As ações violentas já causaram quase 20 mortes no domingo em todo o país, entre elas, três apenas em Homs, mesmo com a presença dos dois observadores do centro da onde de manifestação, de acordo com informações do Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

O observatório indicou ainda que três civis morreram com tiros nos bairros. Al-Moukhayam e Khaldiyé, Al-Ghouta, além de outros três na cidade de Talbissé. As forças do governo ainda mataram seis civis em ações violentas.

Militares gravaram no último sábado um vídeo da reunião entre observadores, combatentes rebeldes e moradores, solicitando que os enviados de paz impedissem novos ataques.