Publicado em: sábado, 20/10/2012

Vila Belmiro é interditada pelo STJD até que saídas de emergência sejam adequadas

Vila Belmiro é interditada pelo STJD até que saídas de emergência sejam adequadasO Superior Tribunal de Justiça Desportiva decidiu interditar por tempo indeterminado o complexo esportivo do Santos, a Vila Belmiro, na tarde de ontem (19) porque o estádio não tem qualquer tipo de entrada da ambulância para o gramado. Na última rodada do brasileiro (17), o zagueiro Rafael Marques, que integra o time do Atlético Mineiro, levou uma cabeçada e desmaiou no meio do campo. O grande problema foi que o campo não possui abertura para a entrada de ambulância e o jogador teve que esperar 11 minutos para poder ser transportado até uma ambulância, que estava localizada perto do vestiário. Os jogadores ajudaram abrindo caminho, mesmo assim o atendimento primário dos médicos teve que acontecer no meio do campo. Os diretores do Santos declarou que pretende realizar as reformas que possam permitir o acesso total ás ambulâncias até o gramado. Também foi confirmado que as rampas deverão ficar prontas até a próxima quinta-feira (25), para que possa ocorrer a partida que já está agendada contra o Náutico no mesmo dia, às 21 h.

O STJD optou por liberar o craque Neymar para que atue contra a Ponte Preta no próximo domingo, em Campinas. A estrela do time estava suspensa por duas partidas, já que foi expulso do jogo contra o Grêmio. Como já ficou uma partida sem jogar, ele acabou ganhando efeito suspensivo. Porém, vai haver um novo julgamento, que ainda não tem data definida, onde o STJD deverá decidir se ele deverá cumprir mais um jogo se suspensão, que será cumprido após a rodada. Se por esse lado a notícia foi boa, pelo outro a notícia foi péssima. Como a Vila Belmiro foi interditada por tempo indeterminado, em função do acidente ocorrente no último jogo, o procurador-geral do órgão tem autonomia suficiente para botar em voga sua decisão sem que precise passar por qualquer tipo de assembleia. Essa decisão não é definitiva e o clube pode entrar com recurso, que deverá ser encaminhado pelo departamento jurídico do clube em breve.