Publicado em: quarta-feira, 14/03/2012

Vigilância Sanitária fecha supermercados no Rio de Janeiro

Nesta terça-feira (13), a Vigilância Sanitária decidiu fechar o Supermercado Rede Economia, que fica em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, na rua Bolívar. Os responsáveis pela interdição alegaram falta de higiene no armazenamento dos produtos e comércio de alimentos estragados.

Vários setores apresentaram condições de higiene abaixo do exigido para as instalações, como nos equipamentos e utensílios em diversos locais, como depósito na sobreloja, salão de atendimento ao consumidor, açougue e câmara fria para laticínios e carnes. Aproximadamente 37 quilos de alimentos impróprios foram jogados fora. Entre eles, 5,7 quilos de picanha suína com a data de validade ultrapassada, 3,6 quilos de chispe e 2,4 quilos de rabo de porco.

A Vigilância também inutilizou seis quilos de hambúrguer bovino e dois quilos de frango empanado que estavam descongelados, 7,5 quilos de picanha vinda do Paraguai, mas sem nota fiscal ou qualquer identificação, 3,3 quilos de mussarela e 3,4 quilos de linguiça sem identificação do lugar de origem. A falta de asseio também rendeu multa para o estabelecimento, e o supermercado só poderá ser aberto depois que todas as exigências forem cumpridas e os vigilantes sanitários realizarem nova inspeção.

A ação que levou ao fechamento do mercado em Copacabana é parte da Operação Supermercado Limpo, parceira entre a Subprefeitura da zona sul e a Vigilância Sanitária. A Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Saúde alertam os consumidores, recomendando que prestem atenção a qualquer irregularidade encontrada em supermercados e denuncie pelo número 1746 para a Vigilância Sanitária.