Publicado em: quinta-feira, 06/03/2014

Vídeo de Justin Bieber quase nu pode ser divulgado

Vídeo de Justin Bieber quase nu cai na redeNa última terça feira, dia 4 de março, um juiz americano determinou que estão liberadas para divulgação um vídeo com imagens do ícone pop Justin Bieber, onde o cantor aparece apenas parcialmente vestido. O vídeo foi feito na ocasião em que ele foi detido nos Estados Unidos pela polícia da Flórida. O juiz determinou, entretanto, que as imagens só poderão ser divulgadas após o corte das cenas em que aparecem as partes íntimas do cantor, na ocasião de sua detenção.

As imagens mostram Justin Bieber entregando para um policial uma amostra de urina para realização de teste sobre ingestão de substâncias entorpecentes, após ter sido preso em Miami, no mês de janeiro, acusado de estar dirigindo sob efeito de drogas. Justin Bieber completou 20 anos no dia 1º de março e seus advogado argumentam que as imagens feitas pela polícia, onde ele aparece urinando para o exame, seriam inadequadas para divulgação, pedindo que o juiz não liberasse, de forma a manter a privacidade do cantor.

Em sua sentença por escrito, o juiz William Altfield, do Condado Miami-Dade afirmou constatar que existe sim direito à privacidade no que tem relação com exposição e divulgação de imagens das partes íntimas do réu. O juiz chegou a afirmar em uma audiência do tribal que mesmo o público tendo direito a informação plena, o canto não perdeu a expectativa pela dignidade, garantindo que mesmo que as pessoas que estão sob custódia tenham menos privacidade, nenhuma delas está ali para exposição como em um zoológico. O juiz observou ainda que estava em jogo o acesso do público às provas do caso levado ao tribunal, não tendo relação com o direito de livre expressão da mídia. O advogado do cantor, Roy Black, declarou em Miami que eles agradeciam a consideração que à corte havia dado ao caso, constatando ao final que o cantor Justin Bieber teria direito à privacidade.