Publicado em: quinta-feira, 28/07/2011

Vice-presidente indica possível aliança com governador Alckmin em 2012

Durante inauguração da nova ponte estaiada sobre o rio Tietê, o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), deu a entender durante seu discurso que vê uma possível parceria entre o seu partido com o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), para lançar o nome do paulista como candidato às eleições municipais de 2012. Ao mesmo tempo, Temer defende a pré-candidatura do membro do seu partido, Gabriel Chalita.

Durante seu pronunciamento, Temer afirmou que “não quero avançar nada, adiantar nada, mas em política tudo é possível, especialmente com o governador Geraldo Alckmin, que tem essas qualidades.” Por o nome da ponte ser Orestes Quércia, Temer começou seu discurso na inauguração com elogios a Alckmin pela escolha do nome, que é uma homenagem ao antigo governador assassinado em 2010. Nesse momento, Temer disse “Vossa Excelência teve a sabedoria de não designar uma pequena rua, uma pequena avenida para o nome do Quércia. Isso vulneraria a grandiosidade dele.”

Como se esses comentários não fossem suficientes, Temer deu continuidade aos elogios à Alckmin ao afirmar que o governador tem grandes habilidades políticas e ainda vai ser responsável pela ligação entre diversas lideranças políticas no país. O vice-presidente foi convidado para participar da cerimônia de inauguração da ponte.

Além da possível parceria com Alckmin, o PMDB visa fechar apoio com o DEM, de modo que também concordem com a candidatura de Chalita para a prefeitura de São Paulo em 2012. Os partidos ainda buscam mais alianças em outras regiões do país, como nas cidades de Salvador e Natal.