Publicado em: quarta-feira, 24/08/2011

Vice-prefeito de Campinas assume prefeitura e garante não ter problemas com a justiça

A prefeitura de Campinas foi assumida nesta terça-feira (23) pelo então vice-prefeito, Demétrio Vilagra (PT), por consequência da cassação ao mandato do ex-prefeito, Hélio de Oliveira Santos (PDT). A cerimônia de posse foi realizada durante a manhã de terça-feira, sendo que no período da tarde o novo prefeito já declarou que acredita que será absolvido das acusações contra seu nome no escândalo que derrubou o ex-prefeito. As acusações contra ambos dizem respeito ao envolvimento em um esquema de corrupção.

Durante seu pronunciamento, Villagra foi questionado sobre a postura do PT, o seu próprio partido, o qual apoiou a cassação ao mandato de Santos, mas, ao mesmo tempo, deu validade para que ele assumisse o cargo. Em resposta, Villagra afirmou que “estou assumindo porque tenho convicção de que sou uma pessoa livre. Eu não tenho problema nenhum com a Justiça.” No início das acusações contra funcionários da prefeitura, Vilagra chegou a ser preso pelo suposto envolvimento no esquema.

Ao mesmo tempo, Vilagra também foi questionado sobre a iniciativa do PSDB em criar um protocolo para a instauração de uma comissão processante e a exigência de um novo chefe para o Executivo. Quanto a isso, Vilagra defende que “isso aí é uma decisão da Câmara, que é um poder independente. Não me cabe comentar se eu sou contra ou a favor. Tenho certeza que as acusações que pesam contra mim, a Justiça vai me liberar.”

Para reforçar seus argumentos, Vilagra garantiu que, caso seja condenado, não vai existir necessidade para instaurar uma comissão. De acordo com ele, quando for provado o seu envolvimento, ele mesmo irá renunciar ao cargo.