Publicado em: quarta-feira, 12/03/2014

Viber prorroga prazo de ligações gratuitas no Brasil

Viber prorroga prazo de ligações gratuitas no BrasilAproveitando a desconfiança dos usuários após a aquisição do WhatsApp pelo Facebook, o aplicativo Viber começou a ganhar espaço no mercado brasileiro. Um dia após o anúncio da compra do WhatsApp, o Viber anunciou que seria possível fazer ligações telefônicas gratuitas para dispositivos fixos, através do aplicativo. A promoção foi oferecida exclusivamente para o público brasileiro e, inicialmente, ficaria disponível até o dia 10 de março.

Prorrogação

A estratégia do Viber previa que, se o volume de troca de mensagens de texto no aplicativo aumentasse em pelo menos 25%, as ligações telefônicas gratuitas seriam prorrogadas por mais uma semana, e assim sucessivamente. Ao menos inicialmente, a estratégia de crescimento no Brasil apresentou resultado: nesta segunda-feira, 10 de março, os responsáveis pelo aplicativo informaram que a meta foi alcançada, o que significa que as ligações gratuitas estarão disponíveis, pelo menos, até o dia 17 de março.

Estratégia agressiva

Para fazer frente ao poderio do WhatsApp, a equipe responsável pelo Viber não tem economizado na agressividade de suas ações. De acordo com Luiz Felipe Barros, diretor do aplicativo no Brasil, o objetivo do Viber é simplesmente se tornar o maior aplicativo de troca de mensagens do planeta. Atualmente, o WhatsApp afirma ter 465 milhões de usuários no mundo. Segundo as últimas informações oferecidas pelo Viber, seu número de usuários já chegou a 400 milhões.

Contudo, é difícil obter estes números de outra maneira que não seja através das próprias declarações dos desenvolvedores, o que torna praticamente impossível confirmar a veracidade dos dados.

Ligações

Segundo o Viber, desde o início da promoção, mais de seis milhões de ligações já foram realizadas no país através do aplicativo, totalizando 25 milhões de minutos. Caso o volume de mensagens trocadas no aplicativo cresça novamente em pelo menos 25%, o Viber prorrogará as ligações até dia 24 de março, e assim sucessivamente.

Segundo Luiz Felipe Barros, na disputa global por mercado, é o WhatsApp quem precisa se defender. O executivo afirmou que o aplicativo de Mark Zuckerberg está pelo menos três anos atrasado em relação ao Viber, que oferece ligações grátis entre seus usuários desde que o aplicativo foi lançado. No caso do WhatsApp, as ligações entre usuários também estão disponíveis, mas o aplicativo recorre às operadoras no momento da chamada, o que faz com que a cobrança seja feita normalmente.

Assim que o Facebook adquiriu o WhatsApp, foi anunciado que, ainda no primeiro semestre, o aplicativo começará a oferecer ligações gratuitas entre os usuários, o que é feito pelo Viber desde 2011. Por fim, Barros questionou também quanto tempo o WhatsApp ainda levará para disponibilizar ligações gratuitas para usuários que não utilizam o aplicativo.

Valores

Curiosamente, o Viber também foi adquirido há pouco tempo por uma gigante do setor de tecnologia. Contudo, os valores foram muito mais modestos: enquanto o WhatsApp custou U$16 bilhões ao Facebook, o Viber foi comprado pela Rakuten, empresa de comércio eletrônico do Japão, por “modestos” U$900 milhões. Atualmente, o aplicativo tem se mostrado o grande rival do WhatsApp no mundo.