Publicado em: quinta-feira, 20/10/2011

Vestígios de barco funerário viking são encontrados no norte da Escócia

Arqueólogos britânicos encontraram vestígios de um barco funerário viking na região das terras altas da Escócia e este é um dos mais importantes traços da cultura nórdica que já encontraram no Reino Unido até o momento. Com cinco metros de comprimento, o barco guardava restos de um guerreiro de alto nível, que foi enterrado com um machado, uma espada, uma lança, um escudo e um broche de alfinete na jazida de Ardnamurchan.

As informações foram divulgadas pela Universidade de Manchester, instituição que faz parte das operações de escavações. O guerreiro tem mais de mil anos de antiguidade. O túmulo usou 200 rebites britânicos para ser construído. Dentro do mesmo vestígio também foi encontrada uma faca, que também pode ser identificada como a ponta de um chifre de bronze, uma pedra para amolar norueguesa, cerâmica viking e várias peças de ferro que ainda não foram classificadas.

De acordo com a co-diretora do projeto, Hannah Cobb, “um barco funerário viking é uma descoberta incrível, mas, além disso, os artefatos e o estado de conservação fazem dele um dos túmulos nórdicos mais importantes já escavados no Reino Unido”. A co-diretora trabalhou por seis anos com arqueólogos da Universidade de Leicester e escoceses.

Os vikings fizeram parte do povo da Escandinávia e são conhecidos como os guerreiros germânicos que investiram nos mares para conquistar a Europa entre o fim do século VIII e meados do XI. Os barcos eram usados como túmulos para as personalidades da época e para enterrar os mortos junto com as suas posses.