Publicado em: quarta-feira, 26/10/2011

Vendedores ambulantes fazem novo protesto no Brás

Nesta madrugada e início da manhã de quarta-feira, dia 26 de outubro, os camelôs que trabalham próximo a Feira da Madrugada, no Brás, fizeram novos protestos. Para tentar conter a situação, a Tropa de Choque da Polícia Militar foi chamada. Na madrugada de terça-feira, os vendedores ambulantes entraram em confronto com fiscais da prefeitura e policiais da cidade.

O conflito começou porque os camelôs foram impedidos de montarem suas bancas nas ruas, pois não eles não possuem licença. Durante esta manhã, os policiais jogaram balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo para retirar os camelôs que estavam bloqueando a Avenida do Estado e a Rua São Caetano.

Os vendedores ambulantes atearam fogo em colchões e pneus por volta das 7h para impedir a passagem dos veículos na vida para o centro da cidade. A polícia militar chegou pelo outro sentido da rua e não foi bem recebida pelos camelôs, que jogavam pedras contra os policiais.

Durante a madrugada, por volta das 5h45, a Polícia Militar e os vendedores ambulantes já haviam se confrontado na Rua Oriente. Os policiais usaram bombas de efeito moral e balas de borracha para controlar a situação e dispersar os camelôs. De acordo com a Polícia Militar, os manifestantes colocaram fogo em lixeiras, tentaram romper a barreira dos policiais e queriam, também, colocar fogo em um ônibus.