Publicado em: quarta-feira, 11/07/2012

Vendas de veículos na China diminuem

As vendas de automóveis na China, que vinham crescendo consideravelmente nos últimos meses, teve uma desaceleração depois que a economia chinesa fez com que a confiança dos consumidores fosse afetadas. Assim, os potenciais compradores de veículos no país tem resistido até aos grandes descontos e diversas promoções que estão sendo feitas por grandes montadoras que atuam no país, como Ford e a Toyota.

A comercialização geral, que inclui a venda de carros tanto de passageiros, como comerciais, tiveram um aumento de 2,9% no primeiro semestre deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2011. Em 2012, foram vendidos 9,6 milhões de veículos de acordo com as informações da CAAM, a associação das montadoras de automóveis da China.

Esses dados podem ser comparados ao crescimento de 3,4% no período há um ano e o o aumento de 48% na primeira metade de 2010. Agora, com a desaceleração da economia, o número altos de veículos estocados se tornaram um problema para as concessionárias e para as montadoras.

De acordo como vice-secretário-geral da Associação Chinesa de Carros de Passageiros, Cui Dongshu, antes só as concessionárias que estavam comercializando marcas originalmente chinesas estavam com um alto número de veículos parados em estoque, mas agora as concessionárias que vendem também marcas estrangeiras começaram a sentir os efeitos da desaceleração nas vendas.

As concessionárias que vem modelos de luxo, como BMWs, por exemplo, estão com os seus estoques crescendo nos últimos meses de 60 para 90 dias. Os níveis normais, de acordo com especialistas no setor, são de 30 a 45 dias.