Publicado em: terça-feira, 02/08/2011

Vendas de produtos brasileiros no exterior chegam a R$ 34,5 bi em julho

Em julho, o Brasil vendeu mais produtos no exterior do que comprou e a balança comercial (diferença entre as exportações e importações) do mês encerrou no azul em R$ 4,85 bilhões (US$ 3,13 bilhões). A quantia representa o crescimento de 155$ em relação ao mesmo período no ano passado. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta segunda-feira (1º).

No mês, o país vendeu para o mercado exterior o valor de R$ 34,55 bilhões (US$ 22,25 bilhões) e comprou do exterior (importações), R$ 29,68 bilhões (US$ 19,11 bilhões). Todos os valores foram convertidos de dólares para reais a partir da cotação das duas moedas na segunda-feira, com US$ valendo R$ 1,55.

Mesmo com o crescimento expressivo, o superávit de julho não é um registro histórico para este mês. O maior saldo positivo registrado no sétimo mês do ano continua sendo o de julho de 2006, quando as exportações superaram as compras na quantia de US$ 5,65 bilhões.

No acumulado do ano, as vendas brasileiras já somam o valor de R$ 218,14 bilhões (US$ 140,5 bilhões), com crescimento de 31,9% sobre igual período de 2010. Em outra mão, as importações totalizam R$ 193,14 bilhões (US$ 124,4 bilhões) na parcial de 2011, com elevação de 22,6% sobre o mesmo período do ano passado. Até o encerramento de julho, a balança comercial brasileira está com salto positivo de R$ 24,91 bilhões (US$ 16,1 bilhão), com 74,4% a mais que o registrado em igual período de 2010, quando marcou R$ 14,44 bilhões (US$ 9,23 bilhões).