Publicado em: sábado, 14/01/2012

Vendas de PCs registram queda no quarto trimestre de 2011

O grupo de pesquisa Gartner divulgou que as vendas de PCs, os tradicionais computadores de mesa, caíram 1,4% no quarto trimestre de 2011. A empresa mostrou que esse índice é em decorrência, principalmente, das mudanças no consumo dos consumidores dos Estados Unidos e da Europa, que vêm priorizando os dispositivos conhecidos como tablets e os smartphones. Esses eletrônicos permitem que a maior parte das funções de um computador de mesa seja realizada com aparelhos móveis.

Em comunicado emitido na quarta-feira (11), a Gartner afirmou “depois de dois trimestres de crescimento positivo, os embarques mundiais de computadores ficaram em 92,2 milhões de unidades no quarto trimestre”. Em comparação ao mesmo período de 2010, as vendas na Europa, Oriente Médio e África foram de 29,8 milhões de unidades, o que representa queda de 9,6%. Enquanto isso, nos Estados Unidos o índice de queda ficou em 5,9%.

De acordo com o analista do IDC, David Daoud, “a grande surpresa foram os EUA. Esperávamos estagnação mas não queda. É o pior desempenho desde o quarto trimestre de 2008, logo depois da quebra do Lehman Brothers (banco de investimento que entrou em colapso)”. Além de fatores ligados aos consumidores, Daoud também atribuiu como motivo para a queda as enchentes na Tailândia.

Segundo Daoud, o desastre natural prejudicou a produção de discos rígidos. Mesmo apresentando queda nas vendas, a empresa que ocupa o primeiro lugar entre as montadoras norte-americanas é a Hewlett-Packard, que gerou insegurança no mercado com a troca de lideranças na companhia.