Publicado em: quinta-feira, 08/11/2012

Vendas de celulares com tela maior do que 3 polegadas crescem no país

Vendas de celulares com tela maior do que 3 polegadas crescem no paísNesta quarta-feira (7) uma pesquisa que a empresa de análises do mercado publicou mostra que a venda de smartphones com tamanho de 3 e 4 polegadas aumentaram 12% no Brasil entre janeiro do ano passado até o primeiro mês deste ano.

Segundo Cláudia Bindo, gerente da Gfk, o que ajudou para a quantidade de vendas aumentar foi a redução do valor cobrado pelos aparelhos. No mês de janeiro, celulares com telas entre 3 e 4 polegadas correspondiam a 67% do mercado nacional, um aumento de 8% comparado ao mesmo mês no ano passado.

Smartphones com tela de 4 polegadas ou mais cresceram de maneira expressiva no período, subindo de 7% no ano passado para 13% em 2012. Já aparelhos com telas com tamanho inferior a 3 polegadas reduziram de 39% para 20% no mesmo período.

Analisando apenas celulares com telas grandes, o Brasil fica para trás de mercados da Europa Ocidental e também do russo. Nestas regiões, os celulares que tem telas com tamanho superior a 4 polegadas significam 28% e 18%, de maneira respectiva, do mercado. A média em todo o planeta é de 29%. Porém, entre 3 e 4 polegadas o Brasil fica com a quantidade média, em toda a Europa Ocidental, aparelhos com este tamanho correspondem a a 61% das vendas, e 80% na Rússia. Em todo o mundo, o valor médio fica em 59%, conforme o estudo.

A Gfk mostra ainda que 45% dos aparelhos que foram vendidos no planeta, eram equipados com uma câmera digital com resolução de 5 megapixels ou mais.

Celulares comuns ainda são maioria no mercado brasileiro

Mesmo que a venda de smartphones tenha aumentado no país, os celulares normais ainda são a maioria nas vendas no mercado nacional, tendo 76% de participação em janeiro, segundo a Gfk, os smartphones representam apenas 24% do setor, que significa um aumento em 10% nas vendas de smartphones.

Em todos os 87 países que foram avaliados pela Gfk, apenas na União Europeia a venda de smartphones é superior, atingindo 58% das vendas no setor.