Publicado em: terça-feira, 11/10/2011

Vazamento na Nova Zelândia é o pior desastre de poluição marítima até hoje no país

Nesta terça-feira, dia 11 de outubro, o ministro do Meio Ambiente da Nova Zelândia, Nick Smith, afirmou que este vazamento é o pior desastre de poluição marítima que aconteceu até hoje no país. O navio cargueiro Rena está encalhado na costa leste da Nova Zelândia desde quarta-feira, e o vazamento de óleo é de cinco a dez vezes maior do que o previsto primeiramente.

O cargueiro possui 1.700 toneladas de óleo, além de quatro contêineres de certa substância tóxica de ferro-silício. O ministro afirma que o acidente está em um avançado estágio e já é considerado o maior desastre marítimo da história do país. Nick Smith concedeu uma entrevista a bordo do próprio Rena. O navio estava indo para o porto de Tauranga.

Os ventos e as fortes ondas têm espalhado os danos motivados pelo vazamento de óleo e isso tem atrapalhado a ação das autoridades na remoção da substância derramada no mar. Os 24 tripulantes já não estão mais na embarcação. O derrame de óleo, segundo a Marinha da Nova Zelândia, aumentou durante a noite e o óleo começa a chegar ao litoral.

As péssimas condições climáticas estão dificultando os trabalhos de remoção. As autoridades tentam bombear a substância do mar para uma barcaça. A Marinha da Nova Zelândia está empenhada em retirar as 200 toneladas de óleo despejadas nas águas do mar e 1.500 toneladas que ainda estão no navio.