Publicado em: segunda-feira, 28/04/2014

Vaticano impede fiéis de dormirem ao ar livre na Praça de São Pedro

Vaticano impede fiéis de dormirem ao ar livre na Praça de São PedroAutoridades do Vaticano acabaram com os planos de muitos fiéis, até mesmo brasileiros, que planejavam dormir ao ar livre na Praça de São Pedro, onde no domingo (27) acontecerá a canonização dos papas João Paulo 2º e João 23. Grande parte dos fiéis, na maioria jovens, levaram sacos de dormir e também se preveniram com água e mantimentos com a esperança de passar a noite em frente a Basílica, onde irá ocorrer o evento inédito na história da Igreja Católica.

A missa e o ritual serão feitos pelo papa Francisco e também terão a presença do papa emérito Bento 16, assim como confirmou o Vaticano na manhã desse sábado (26), e nem mesmo a chuva espantou as pessoas que tiveram que sair aos poucos da área, por ordem da polícia italiana. Anteriormente, debaixo de um sol forte e um calor intenso, os fiéis ficaram todos juntos em um local, cantando e segurando bandeiras de seus respectivos países, em um clima muito alegre e de muita festa assim como na Jornada Mundial da Juventude realizada no Rio de Janeiro em julho do ano passado.

Brasileiros

Alguns jovens brasileiros também foram prestigiar o momento representando o país, Arthur D’Almeida, 26 anos, Laura Almeida, de 21 anos, e Joice Ventura, de 28 anos, que vieram de Brasília. O trio conta que a viagem estava planejada há três meses e aconteceu quando pela internet a paulistana Maria Isabel Gonçalves, de 19 anos, e Vitoria Capriogli Oliveira, de 15 anos, que decidiu viajar até a Itália com a família de Tambaú, no interior de São Paulo.

Combinaram de se encontrar em Roma e no início da manhã foram até a Praça à Praça de São Pedro, fazer o que haviam planejado: dormir ao ar livre no local onde semanalmente Francisco realiza missas para milhares de fiéis. Joice Ventura diz à BBC Brasil que trata-se de um momento histórico para todos. Desde os 16 anos, “já participei de quatro Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ). Estamos aqui a serviço de Deus”, afirma.