Publicado em: sábado, 17/05/2014

Valéria Monteiro irá apresentar especial do canal Viva

Valéria Monteiro irá apresentar especial do canal VivaNa semana que vem, a apresentadora de televisão Valéria Monteiro estará à frente da atração “O show da vida é Fantástico”. Trata-se de uma comemoração de aniversário do canal Viva. A comemoração de quatro anos do canal irá ao ar na próxima segunda-feira, dia 19 de maio, a partir das 23h.

Valéria considera o convite para apresentar o programa como uma verdadeira surpresa de aniversário. Ela recebeu uma mensagem da diretora do Viva chamada Letícia Muhana, quando estava descansando na pousada do pai em Arraial d’Ajuda, no estado da Bahia. A coincidência é que o convide foi feito no dia de seu aniversário, em 26 de março.

A apresentadora mineira e criada em Campinas diz que ficou muito feliz com o convite porque queria voltar a morar no Rio de Janeiro. A filha de Valéria está fazendo estágio como assistente de direção na novela das nove chamada “Em Família”. Por isso, seria muito bom se Valéria passasse um tempo com a filha na capital carioca.

O programa especial se resumo em 20 mini programas de dez minutos de duração. O “Show da vida é fantástico” irá exibir videoclipes famosos que foram apresentados de forma inédita pelo canal Viva na década de 1980 e 1990. Além disso, Valéria irá entrevistar alguns artistas como Paulo Ricardo, que gravou a música “Eu sou Terrível”, no ano de 1992.

Valéria conta que naquela época, os clipes que passavam no “Fantástico” tinham muita importância porque não tinha canais a cabo e nem internet para divulgação. Por isso, a atração foi um marco para que os artistas estourassem entre o público. Ela apresentava a revista eletrônica entre 1988 e 1991, junto com os jornalistas Sérgio Chapelin e William Bonner.

Depois disso, Valéria foi viver no exterior. Ela passou a ser correspondente internacional da Globo na cidade de Nova York. Ela decidiu encarar o desafio mesmo o ex-marido sendo contra. Valéria diz que já estava separada do pai de Vitória, mas ele não queria que elas saíssem do Brasil para não ficar sem ver a filha.