Publicado em: sexta-feira, 24/02/2012

Vagas de empregos diminuem 21,8% em janeiro

O Ministério do Trabalho divulgou ontem a informação de que mesmo com a criação mais de 118 mil vagas de empregos em Janeiro, houve queda de 21,8% se comparado com o mesmo mês de 2011, quando foram abertas 152.091.

Esses dados fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta quinta-feira (23). Além dos dados de janeiro, o Ministério também apresentou informações de todo o ano de 2011, mostrando que ano passado foram criados 1,94 milhão de vagas.

Tanto o número de vagas criadas em 2011 e 2012 para o mês de janeiro está abaixo da quantidade criada em 2010. Em 2010 a quantidade de empregos foi de 181.419. Esse valor de 2010 foi quase o dobro de 2009, quanto tivemos um resultado muito baixo, com apenas 101.748 empregos com carteira assinada. Essa queda, tanto de 2009 quanto de 2012 é resultado da crise internacional. O Brasil começa a sentir os efeitos do cenário financeiro mundial.

Setor de serviços é o que mais abriu postos de trabalho

As informações do Ministério do trabalho também mostraram que o setor de serviços foi aquele que mais abriu vagas de empregos formais em janeiro. Foram mais de 61,4 mil novos postos com carteira assinada. O segundo setor foi a construção civil (42,19 mil vagas) e o terceiro a indústria de transformação, com 37,4 mil. Também se destacam a agropecuária com 12,31 mil empregos e o comércio que fechou em 36,34 mil.

Sudeste teve mais empregos formais em janeiro

Segundo o Ministério do Trabalho, o emprego com carteira assinada cresceu em todas as regiões do país. A região com mais vagas novas foi o Sudeste com 45.763 postos, seguido da região Sul, com 44.164 novos postos. Na região Centro-Oeste foram 22.695 vagas e no Nordeste 5.795. A região que apresentou a menor quantidade de empregos foi a Norte com apenas 478 novos postos formais. Segundo o Ministério do Trabalho, essa menor quantidade é resultado da diminuição de vagas em alguns estados como no Amazonas, onde foram menos 1.344 em relação a 2011.