Publicado em: quarta-feira, 26/09/2012

Ursinho Ted – Ministério da Justiça afirma que não vai censurar o filme

Ursinho Ted: Ministério da Justiça afirma que não vai censurar o filmeA assessoria de comunicação do Ministério da Justiça afirmou que não pretende censurar o filme Ted e lembra que existe uma classificação indicativa para que os pais possam orientar os filhos, de acordo com a faixa etária, na hora de ir ao cinema.

O Ministério explicou que uma equipe composta por 30 pessoas assistem os filmes, cena por cena, analisam o seu conteúdo e assim chegam a um critério para a classificação indicativa. O Ministério informa que até o momento ainda não chegou ao seu conhecimento uma reclamação formal relacionada ao filme Ted, que se encontrou em cartaz nos cinemas de todo o país na semana passada.

O longa mostra um ursinho e seu amigo, um menino, viciado em drogas. Mas a produção não agradou o deputado federal Protógenes Queiroz, do PC do B de São Paulo. Através do Twitter ele contou que levou seu filho, Juan, que classificou como pré-adolescente, para assistir o filme e acredita que ele faz apologia ao uso de drogas.

Através do microblog conta que assistiu o filme ao lado do filho e relata que em uma cena o ursinho Ted aparece consumindo drogas junto com seu dono. Por isso ele pede explicações ao Ministério da Justiça e acha um absurdo a exibição do filme. Protógenes ainda escreveu que tinha a intenção de entrar na justiça para que a exibição do filme seja proibida nos cinemas brasileiros, explicando que isso demonstra a presença das produções enlatadas americanas que chegam ao Brasil.

Entretanto, parece que o deputado mudou de ideia e ao invés de pedir que o filme seja proibido no Brasil, vai solicitar, apenas, que o Ministério da Justiça mude a classificação indicativa do filme, elevando a idade mínima de 16 para 18 anos.