Publicado em: sábado, 17/03/2012

Universidade privada tem parceria com igreja e frauda MEC

O Grupo Educacional Uniesp, União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo, está sendo acusada de pagar comissões a uma entidade religiosa, que indica os estudantes universitários, usando dinheiro repassado pelos governos federal e estadual.

A instituição estaria pagando 10% do valor recebido do Fies, o financiamento estudantil do governo federal, para cada aluno que aderisse ao programa. De acordo com o grupo educacional, que afirma estar agindo dentro da lei, cerca de dois mil universitários foram encaminhados para o programa dessa forma. A denúncia foi feita pelo jornal Folha de São Paulo.

O acordo do grupo educacional seria com entidades religiosas tanto católicas, quanto evangélicas e adventistas. O valor pago na mensalidade de quem conta com o financiamento acaba ficando três vezes mais caro de o de quem não usa o Fies.

Dos 65 mil alunos da União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo, cerca de 12,5 mil cursam a instituição com o uso do recurso federal. O Ministério da Educação já declarou que irá investigar o caso.

Entretanto, o MEC já declarou que o caso conta com irregularidades aparentes, já que a cobrança de mensalidade mais cara dos alunos que usam o Fie é proibida. O acordo firmado entre o grupo educacional e as entidades religiosas aponta que além de indicar os estudantes para ingressarem com o programa, as igrejas também tentam conseguir a transferência de universitários de outras instituições para a Uniesp.