Publicado em: quarta-feira, 04/01/2012

Unimed é denunciada na Agência Nacional de Saúde por crime contra usuários

O Hospital Unimed Maceió vem sofrendo já há algum tempo com críticas de seus usuários. Dessa vez a reclamação veio da Associação de Defesa do Consumidor de Alagoas, que representou uma denúncia formal contra a Unimed na ANS, a Agência Nacional de Saúde.

O motivo teria sido a imposição de limite de cobertura de qualquer exame em apenas um por ano. “É ilícita a prática unimediana de vetar, ou autorizar exames”, afirmou o assessor jurídico da Associação, Juarez Miguel.

Para o advogado Juarez, a prática adotada pela Unimed é considerada imoral. “Se há improbidade ou má gestão – não se sabe – que sejam penalizados os que agiram em desconformidade com a lei, mas jamais sejam humilhados e submetidos a riscos de saúde/vida os usuários-consumidores”, declarou.

O presidente da Associação de Defesa do Consumidor de Alagoas, padre Manuel Henrique, também se mostrou contrário a administração atual da Unimed. “A prevalência do bem maior é a vida. Direito à saúde e à vida vem sendo desrespeitados a todo o momento”, desabafou.