Publicado em: sábado, 22/10/2011

Unicamp diz que não vai substituir vestibular com nota do Enem

No começo de outubro, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) completou 45 anos de história. Porém, uma das mais importantes instituições de ensino e pesquisa do país não deve se modernizar a começar a adotar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de ingresso dos novos estudantes.

Para poder estudar em uma das vagas oferecidas pela Unicamp, os candidatos precisam realizar o tradicional vestibular, sendo considerado um dos mais difíceis do Brasil. “Substituir o vestibular pelo Enem não faz parte da nossa discussão. De maneira hipotética, como primeira fase, talvez pudesse, mas julgamos que isso é prematuro para pensar”, afirmou o reitor Fernando Ferreira Costa.

Para o reitor, o Enem é uma prova importante para os estudantes brasileiros, mas não é uma ferramenta que é eficaz na seleção dos novos universitários. “Nossos dados mostram que substituir completamente o vestibular em universidades com a Unicamp não seria um modo efetivo de selecionar o aluno, principalmente em cursos de alta demanda, como medicina e engenharias”, explicou.