Publicado em: quarta-feira, 31/08/2011

UNE faz passeata em Brasília exigindo melhores condições de educação

Uma manifestação organizada pela União Nacional dos Estudantes (UNE) reuniu mais de 2,5 mil estudantes em uma passeata que partiu às 9h da manhã desta quarta-feira (31) do Banco Central até o Congresso Nacional em Brasília exigindo juros menores e mais recursos para a educação do país. Antes de saírem para a passeata os estudantes fizeram uma lavagem simbólica da escadaria do local.

A UNE ainda pretendia se reunir com líderes partidários e pela presidente Dilma Rousseff para discutir as questões relacionadas à educação. A manifestação também contou com a participação da presidente da Federação de Estudantes da Universidade do Chile (FECh), Camila Vallejo, que ganhou notoriedade na mídia nos últimos meses devido a protestos dos universitários chilenos contra o governo do país.

A passeata encerrou as atividades do movimento “agosto verde e amarelo” que a UNE promove, que também contou com diversos eventos espalhados por todo o Brasil neste mês. Durante as manifestações os mais de 20 mil estudantes pediam que o governo brasileiro dedique 10% do seu Produto Interno Bruto (PIB) a investimentos exclusivos em educação e também que 50% do Fundo Social que deve ser municiado dos recursos da exploração do pré-sal seja dedicado a projetos educacionais

Usando um carro de som os líderes estudantis classificaram como “absurdo” o nível das taxas de juros no país, que está em 12,5% ao ano. E é nesta quarta-feira (31) que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central deve definir uma nova taxa básica de juros para o Brasil.