Publicado em: segunda-feira, 23/07/2012

Um ano da morte de Amy Winehouse

Nesta segunda-feira (23), completa um ano que a cantora Amy Winehouse faleceu, depois de ser encontrada em sua residência em Londres. A artista morreu aos 27 anos de idade, assim como outros grandes ídolos da música, como Jim Morrison, Kurt Cobain, Jimi Hendrix e Janis Joplin. Ela entrou para o hall dos mitos e continuou rendendo milhões depois que faleceu.

Amy era uma cantora brilhante, mas, como muitos artistas, após sua morte faturou ainda mais. Desde julho do ano passado, mais de 4 milhões de álbuns da cantora foram vendidos. Apenas o disco póstumo “Lioness”, vendeu mais de 2 milhões de cópias. Além de seus álbuns e cifras, também foram vendidos vários de seus objetos pessoais, como roupas e uma pintura feita com seu sangue.

Herança

A herança da cantora, assim como os direitos autorais de suas obras, foram herdados por seus pais, Mitch e Janis Winehouse. O ex-marido, Blake Fielder-Civil, do qual Amy se divorciou em 2009, ficou sem nada, mesmo que tenha inspirado a criação do álbum “Black to Black”. Em setembro de 2011, o pai da cantora decidiu criar a Amy Winehouse Foundation.

Com esta fundação, Mitch faz doações para várias instituições de caridade e também promove ações culturais. Exemplo disso é o concurso que dá oportunidade para novos cantores, criado em março deste ano. O pai de Amy também está fazendo o lançamento de um livro biográfico sobre a cantora, intitulado “Amy, minha filha”. A publicação deve começar a ser vendida no Brasil em agosto.