Publicado em: quinta-feira, 21/03/2013

UFMG vai utilizar Sisu ao invés de vestibular para selecionar novos alunos

UFMG vai utilizar Sisu ao invés de vestibular para selecionar novos alunosA Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) passou a fazer parte da lista das grandes universidades públicas do Brasil que começaram a usar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como única maneira para o ingresso de alunos no ensino superior do país. O Conselho Universitário tomou esta decisão durante a tarde da terça-feira (19).

Conforme aponta o reitor Clélio Campolina da UFMG, o concurso vestibular vai ser substituído apenas pela adoção do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que faz a seleção de alunos com base na nota que tiraram no Enem, e isto é fruto de estudos que a universidades diz estar fazendo há ao menos três anos. Campolina diz que o Brasil estava muito atrasado com relação a países como os Estados Unidos e a Europa, que há bastante tempo faziam a adoção ao sistema de avaliação do ensino médio, e ressaltou a qualidade do Enem.

O reitor também informou que o sistema de cotas da universidade não vai sofrer alterações devido ao fim do vestibular. Ele diz que a seleção através do Sisu é mais democrática, e ainda elimina custos aos candidatos e pode oferecer oportunidades iguais para todos.

Apenas cursos que vão exigir exames para que sejam identificadas habilidades, como por exemplo, música, dança e também de teatro, vão contar com editais de maneira específica. Campolina diz que os candidatos vão realizar a prova do Enem e depois vão fazer a prova de habilidades.

A meta que o Ministério da Educação tem é que o Enem substitua todos os vestibulares em instituições públicas brasileiras. Porém, devido a grandes falhas em várias edições da prova, a credibilidade do exame está sendo posta em cheque. Universidades mais tradicionais, como por exemplo, a USP e a Unesp, já disseram que só irão discutir se adotarão o Enem depois que forem solucionados todos os problemas do exame.