Publicado em: segunda-feira, 15/07/2013

UFC – Anderson Silva crava revanche contra Weidman, em dezembro

Anderson SilvaAnderson Silva afirmou ontem que perdeu para ele mesmo. Se defendeu das acusações sobre provoca demais dentro do octógono e se comparou à Muhammed Ali: “se fosse ele me dizendo que não fui humilde, me questionaria”. É verdade, o brasileiro tem crédito. No fim do ano, Spider terá a chance de provar que ainda é atleta de alto nível no UFC. A revanche foi marcada para 28 de dezembro, em Las Vegas.

Oportunidade única de dar a volta por cima, que nem todos os lutadores tem chance. Só os verdadeiros campeões. Mas, Spider terá que se preparar feito um atleta comum. Porque agora o norte-americano Cris Weidman é o campeão, com apenas 29 anos de idade – nove a menos que o brasileiro. Não preocupava o ex-campeão antes da luta. Anderson chegou a afirmar que a preparação e a experiência fazem frente a essa diferença.

Nos depoimentos, falou que assistiu à gravação da luta. Analisou as fraquezas, erros de combate e expôs publicamente onde acredita ter errado: no excesso de confiança. Não chorou durante a entrevista e pareceu confiante mesmo na derrota, que chamou de “aprendizado”. Lição que o povo brasileiro não quer que se repita.

Rechaçou qualquer possibilidade da luta ter sido entregue. Garantiu que não se prepararia quatro meses de graça. Na perda do cinturão dos pesos-médios, a equipe chorava, disse ele. Questionou ainda os fãs que acreditaram nisso. “Treinei quatro meses seguidos”.

Mais cinco meses. É o tempo que Spider tem para se preparar na luta, para que a imagem de campeão não fique no passado. O foco é vencer. Mas se a vitória não vier, o importante é dar o máximo de si. Porque esse é o verdadeiro espírito de vencedor.