Publicado em: quarta-feira, 28/12/2011

Twitter: norte-americano recebe processo por “roubar” seguidores da empresa em que trabalhava

Noah Kravitz, de 38 anos, está sendo processo pela empresa em que trabalhava por ter mudado a conta do Twitter da companhia para uma pessoal após sua demissão, levando aproximadamente 17 mil seguidores. Enquanto trabalhava para a empresa de telefonia celular Phonedog, o norte-americano possuía um perfil no Twitter e, depois que saiu da empresa, continuou usando a mesma conta.

Noah Kravitz afirma que a empresa lhe deu permissão de continuar utilizando o perfil como uma página pessoal. Ele contou ao jornal “The New York Times” que a companhia concedeu a permissão deste que o ex-funcionário escreve mensagens, de vez em quando, falando sobre a Phonedog.

Kravitz trabalhou na empresa por quatro anos e, depois de oito meses da demissão, a Phonedog decidiu processá-lo, solicitando uma indenização de US$ 2,50 (o que equivale a quase R$ 4,70) por casa usuário nos meses em que o homem fez uso da conta. O valor total é de US$ 370 mil, aproximadamente R$ 687 mil.

A empresa afirma, em uma declaração, que investiu muito para que o número de seguidores e reconhecimento da marca aumentasse através das redes sociais e, por isto, os perfis são de propriedade da companhia Phonedog, dizendo ainda que a lista que segue o perfil de Noah Kravitz são clientes da empresa.