Publicado em: sábado, 27/07/2013

Twitter invade contas para promover publicidade

Twitter invade contas para promover publicidadeO que você faria se descobrisse que o Twiter usou sua conta pessoal, sem sua permissão? Vai pensando nisso, porque se a moda pega, a coisa pode desandar. Três usuários tiveram suas contas violadas pelo próprio Twitter para a promoção de publicidade. Os casos foram revelados nesta semana e a repercussão negativa se alastrou pela web.

Ainda acha que só você sabe o login e senha das suas contas na internet? Talvez, esteja na hora de alterar suas senhas, caso sempre utilize o mesmo password. A rede social se apropriou da conta do usuário brasileiro William Mazeo, 25 anos, e de mais outras duas pessoas (Subhash Tewari e Neil Gottlieb). A mensagem foi apagada horas depois: “I wish I could make fancy lattes in the @baristabar commercial” (Eu queria saber fazer café com leite igual ao do comercial do @baristabar).

Não precisava ser um gênio para compreender que foi uma péssima estratégia de negócios. Na mesma semana, o blog oficial do Twitter divulgou uma ferramenta onde é possível acompanhar a repercussão das propagandas, a fim de dar credibilidade e demonstrar o potencial publicitário. Na busca por “barista bar”, aparecem três tuites falsos.

A propaganda faz referência ao “Barista Bar”, um suposto bar fake, segundo o Twitter. A ideia (de péssimo gosto), de acordo com os representantes da rede social, era publicar em nome dos usuários para testar a nova forma de publicidade e medir os resultados. Em entrevista para a Folha de S. Paulo, o brasileiro disse que não se sentiu prejudicado, mas ficou surpreso ao saber do ocorrido. Ele foi avisado por um jornalista do site SFGate.

A empresa pediu desculpas por meio do Twitter Advertising. Mas o usuário da Filadélfia, Gottlieb, maratonista de 44 anos, afirmou que tratará do assunto com um advogado. A postagem falsa, para ele, foi ofensiva, e o pedido de desculpas, razo.