Publicado em: sexta-feira, 16/03/2012

TV estatal da China acusa McDonald’s e Carrefour de vender produtos vencidos

Nesta sexta-feira (16) o McDonald’s e o Carrefour afirmaram, através de comunicados oficiais, que irão investigar a possível venda de produtos vencidos em suas empresas. Os comunicados foram emitidos depois que a TV estatal chinesa garantiu que as duas cooperações venderam alimentos, a base de frango, vencidos para seus clientes no país. A acusação faz parte de uma campanha do governo com relação a segurança alimentar.

Segundo a divulgação da TV da China, um dos estabelecimentos do McDonalds, localizado na cidade de Pequim, vende nuggets de frango uma hora depois que foram preparados. A norma da companhia é de que se faça a venda do produto em no máximo trinta minutos. O Carrefour, por sua vez, recebeu a acusação de que altera a validade dos frangos e depois os vendem com preço mais elevado.

Empresas garantem investigação

Ambas as companhias afirmaram que irão investigar os casos adequadamente. O McDonald’s China disse, através de uma nota divulgada no site chinês da rede de fast-food, que o incidente será investigado “imediatamente” e que todas as medidas serão tomadas, se foram necessárias, e os consumidores da marca receberão um pedido de desculpas.

O Carrefour disse que uma equipe está sendo montada apurar o caso e a empresa afirma que irá ajudar e cooperar com as autoridades do país. Em sua nota, a empresa francesa disse que seu treinamento será aperfeiçoado e garantiu que as normas serão cumpridas, assim como o interesse de seus clientes. O Walmart recebeu uma multa na China, no ano passado, pois estava vendendo carne de porco normal como se fosse orgânica, aumentando o preço do produto.