Publicado em: sábado, 15/10/2011

Trípoli tem primeiro tiroteio entre CNT e pró-Kadafi desde ocupação pelos ex-rebeldes

A capital da Líbia, Trípoli, registrou nesta sexta-feira (14) a primeira troca de tiros desde a ocupação da cidade, em agosto, pelos integrantes do Conselho Nacional de Transição (CNT). Os ex-rebeldes se confrontaram com fiéis a Muamar Kadafi, ex-ditador do país, quando perceberam que homens e mulheres tentavam hastear bandeiras verdes em Trípoli, símbolo do antigo regime. Os leais a Kadafi tentaram reerguer as bandeiras no distrito de Abu Salim.

De acordo com um residente que testemunhou o tiroteio, Abadi Omar, “eu olhei da minha janela e vi homens e mulheres, um grupo de 50 a 80 pessoas, carregando bandeiras verdes. Eles colocaram uma das bandeiras no fim da rua. Daí os rebeldes apareceram e esse grupo sumiu”. O morador também contou que os homens do CNT começaram a procurar em todos os prédios da região até que encontraram armas escondidas sob caixas d’água. Segundo Omar, foi quando encontraram as armas que o confronto começou.

Kadafi está foragido desde a ocupação de Trípoli, quando os então rebeldes invadiram seu quartel-general e perceberam que o ditador não estava na capital. Desde então, Kadafi tem divulgado mensagens de áudio convocando a população a reagir ao CNT, que, de acordo com ele, é ilegítimo.

Além desse confronto isolado em Trípoli, a cidade de Sirte é onde vem acontecendo maior número de embates armados. As forças do CNT tentam avançar ao centro para tomar o controle da cidade, que atualmente é o último reduto leal a Kadafi. Autoridades do CNT acreditam que com o controle de Sirte será possível estabelecer o governo de transição.