Publicado em: terça-feira, 31/07/2012

Tribunal ucraniano adia julgamento de ex-premiê

Tribunal ucraniano adia julgamento de ex-premiêNesta terça-feira (31), o tribunal ucraniano começou mais uma vez a avaliar o processo de evasão fiscal que envolve a ex-premiê do país, Yulia Tymoshenko. No entanto, pouco depois, o tribunal decidiu remarcar o julgamento para o dia 14 de agosto. A ex-premiê está internada e sua participação seria feita através de uma videoconferência. Há sete anos, Tymashenko está cumprindo uma detenção por abuso de poder.

Porém, ela saiu da cadeia para uma clínica em Kharkiv, no leste ucraniano, para poder passar por um tratamento devido a uma crônica dor que sofre nas costas. Uma nova audiência referente ao enriquecimento ilegal e evasão fiscal foi remarcada diversas vezes em abril porque a ex-premiê não poderia comparecer ao tribunal.

Suspensão

O julgamento foi mais uma vez adiado porque a defesa de Tymashenko não aceitou o pedido feito pela promotoria para que a ex-primeira-ministra realizasse sua participação através de uma videoconferência. Muitas pessoas estavam do lado de fora do tribunal para poderem acompanhara reabertura do processo da ucraniana. Na segunda-feira (30), os médicos afirmaram que Tymashenko deverá continuar em tratamento por mais algumas semanas.

O ex-primeira-ministra foi detida por supostamente ter cometido o crime de abuso de poder em uma transação de gás deita com a Rússia quando ainda ocupava o cargo. O processo envolvendo Tymoshenko é um dos entraves no relacionamento entre a Ucrânia e a União Europeia. Tymoshenko nega todas as acusações.