Publicado em: sexta-feira, 20/06/2014

Transferências bancárias realizadas por meio de DOC devem ter seus valores cobrados do cliente reduzidos em 50%

Transferências bancárias realizadas por meio de DOC devem ter seus valores cobrados do cliente reduzidos em 50%As intuições bancárias após diálogo realizado com o Banco Central irão cortar 50% da taxa referente ao valor que é cobrado do cliente para realização de transferência de valores realizada por Documento de Ordem de Crédito, o DOC.

A mudança no valor da tarifa cobrada dos clientes vai ocorrer juntamente com uma outra modificação, que será a extinção de valor mínimo para que o cliente realize transferência de valores utilizando a Transferência eletrônica disponível, o TED, atualmente o valor mínimo para realização de uma TED é de mil reais.

Atualmente as tarifas que os bancos cobram para que clientes possam utilizar esses dois serviços são as mesmas, quando os procedimentos são realizados na própria instituição bancária o valor cobrado é de R$ 15 e quando estas são feitas pela internet seus valores são de R$ 5, o Governo espera que a tarifa do seja reduzida em 50%.

O cliente pode preferir realizar um dos dois serviços, porém o que é mais observado nessa decisão do cliente em utilizar transferências por meio de DOC ou de TED é referida ao valor total que será transferido, no caso do DOC o valor máximo que pode ser transferido é até R$ 4.999.99 mil.

As mudanças, no que diz respeito a TED, serão realizadas de maneira gradativa, atualmente o valor mínimo para que o cliente realize uma TED é de mil reais, já a partir do dia 4 do mês que vem esse valor será reduzido para R$ 750, até o final do ano que vem o valor mínimo da TED deve ser extinto.

Com todas essas mudanças a expectativa que se tinha, era que tendo os mesmos valores cobrados do cliente, tanto para realizar um DOC quanto uma TED, o DOC permaneceria em uma posição desvantajosa, já que realizando uma transferência por meio de DOC, só é realizado o pagamento ao cliente de destino só é realizado no dia seguinte, enquanto na TED o pagamento ao cliente destinatário é realizado quase que imediatamente.

O Banco Central solicitou as instituições bancárias que estas mudanças sejam aproveitadas para que o cliente tenha a seu dispor uma alternativa que tenha menor custo, caso este não necessite que a transferência de valor seja validada no mesmo dia, segundo Daso Maranhão, que chefia o Departamento de Operações Bancárias do Banco Central, a intenção não é de extinguir o DOC, já que segundo Daso, as duas opções ao realizadas com valores diferentes e com objetivos distintos, por isso se faz necessário um ajuste no valor do DOC, reduzindo a sua tarifa, não reajustando o valor previsto para a realização da TED.

Segundo Daso os valores tarifários cobrados pelo DOC deve ser reduzido em 50%, porém o chefe do Departamento de Operações, diz que essas mudanças no valor da tarifa do DOC irão ser observados de acordo com a concorrência entre as instituições bancárias.