Publicado em: segunda-feira, 21/11/2011

Trabalhar no Google é mais concorrido que entrar na USP

Entre os dez maiores nichos do Google no planeta, o mercado brasileiro é o que mais tem crescido. O QG brasileiro aumentou em um terço o número de funcionários no país. Em São Paulo e Belo Horizonte são quase 500 profissionais dividindo as tarefas.

Mas os interessados em fazer parte desse grupo tem uma difícil tarefa pela frente. A concorrência para o programa de estágio em 2011 foi de 164 candidatos por vaga. Esse número é o triplo da registrada pelo curso mais concorrido na Universidade de São Paulo, que é o de engenharia civil.

O escritório brasileiro é comandado pelo engenheiro civil, de 47 anos, Fabio Coelho. Ele já passou por importantes empresas de tecnologia, como a AT&T e BellSouth. Á frente da gigante de buscas ele tem dois desafios: manter o alto nível dos serviços oferecidos e manter o foco em duas redes sociais da empresa.

Coelho revelou em entrevista que o a empresa busca profissionais com altíssimo desempenho acadêmico, com conhecimento em outros idiomas e experiência relativa ao serviço que será prestado ao Google. Em 2012, o ritmo de contratações não será o mesmo deste ano, mas ainda assim, alguns postos serão abertos.