Publicado em: quarta-feira, 26/06/2013

Torre Eiffel está fechada para visitação

Torre Eiffel está fechada para visitaçãoUm dos símbolos mais conhecidos da capital francesa Paris não está recebendo mais os visitantes. O local permanece fechado para o público por conta da greve de 300 trabalhadores do local. A conhecida e admirada Torre Eiffel foi forçada a fechar nesta terça-feira, 25 de junho.

A greve foi convocada pelo CGT, sigla do sindicato que representa a categoria dos empregados do lugar. Aí vai um alerta para quem está com a viagem marcada: a visitação não poderá constar no roteiro turístico francês. Ao menos pelos próximos dias.

Já na semana passada os grevistas anunciaram que iriam paralisar as atividades. Na segunda-feira (24), foram realizadas reuniões a fim de que se chegasse a uma negociação favorável aos trabalhadores. Mesmo assim, o protesto seguiu em frente para que os empregados tenham melhores condições de trabalho e de remuneração.

O monumento Torre Eiffel tem um site no ar onde está publicado um informativo sobre a situação. Durante o verão europeu, a atração está aberta para visitantes no período das 9h até a meia noite, no horário da França. A informação consta que a visitação está proibida por conta de uma manifestação social.

De acordo com o órgão CGT, as reivindicações da categoria incluem um reforço na questão da segurança do pessoal, além da garantia de mais investimentos pelos próximos dez anos, provenientes da Prefeitura de Paris. No ano de 2008, houve um acordo de que o elevador Oeste seria renovado. O prazo para a conclusão das obras era de dois anos e o custo girava em torno de cinco milhões de euros.

Já faz cinco anos e o elevador continua desativado. Os gastos ultrapassaram os 40 milhões de euros. Com isso, menos visitantes podem passar pelo local. Além disso, os demais acessos ficam comprometidos e geram filas enormes para a visitação. Em 2010, já houve uma greve com a duração de dois dias.

A Torre Eiffel é o quarto monumento mais admirado de Paris ficando atrás da catedral de Notre-Dame, Basílica de Sacré Coeur e museu do Louvre. Em 2012, a atração perdeu em torno de 11% de visitas em relação a 2011. Foram apenas 6,28 milhões de visitantes contra 7,98 milhões do ano anterior.