Publicado em: terça-feira, 27/03/2012

Torcida do Palmeiras diz que foi vítima de emboscada corintiana

A torcida organizada Mancha Alviverde, do Palmeiras, emitiu um comunicado na noite desta segunda-feira (26), onde afirma ter sido vítima de uma emboscada, no confronto em que André Alves Lezo, de 21 anos, morreu.

Na nota, a torcida afirma que apenas se defenderam das agressões cometidas pelos membros da torcida organizada do Corinthians. O comunicado ainda menciona o fato de que os torcedores do time rival têm um histórico de violência, mas que apenas a Mancha seria penalizada por estes fatos.

A confusão entre cerca de 500 torcedores na manhã de domingo, horas antes do clássico entre Palmeiras e Corinthians, resultou na morte de um torcedor, e como medida para evitar a violência, a Federação Paulista de Futebol anunciou a proibição da entrada da Mancha Alviverde e da Gaviões da Fiel nos estádios de São Paulo.

A briga de torcedores pode ter sido marcada através da internet, dias antes, e após o confronto, duas pessoas foram detidas, mas nenhuma arma de fogo foi apreendida. A polícia já listou sete pessoas como suspeitas de participarem da briga, e entre um dos detidos está o irmão de André Lezo.