Publicado em: quarta-feira, 17/07/2013

Tito Vilanova desabafa e aponta que esperava um pouco mais de Guardiola enquanto esteve em Nova York para tratamento de câncer

Tito Vilanova desabafa e aponta que esperava um pouco mais de Guardiola enquanto esteve em Nova York para tratamento de câncerO ex-treinador do Barcelona Pep Guardiola, atualmente no Bayern de Munique, fez acusações para a diretoria da antiga equipe e do presidente Sandro Rosell que utilizam o câncer do atual treinador Tito Vilanova para que manchasse a imagem que Guardiola tinha na equipe. Porém, Vilanova parece que ficou com mágoas do antigo amigo. Durante entrevista de terça-feira (16), Tito chegou a desabafar, falando que estava esperando por uma quantidade maior de visitas do antigo companheiro quando esteve na cidade de Nova York fazendo tratamento do câncer.

Vilanova falou que as pessoas sabem que ele sempre quis evitar temas mais pessoais e apenas diz falar sobre futebol, porém disse que ouviu o que Guardiola falou acredita que isso não estava certo. Ele não pensa que nenhuma pessoa da diretoria havia o utilizado para que tivesse atacado a ele. Ele afirma que no momento em que esteve na cidade de Nova York, Pep chegou a visita-lo por dois dias. Porém afirma que após a cirurgia, e nos dois meses em que esteve fazendo recuperação, o atual treinador do Bayern de Munique não chegou a ir mais visita-lo e afirmou que a culpa não foi de Vilanova.

Conforme aponta Tito, foi parte do próprio Guardiola a opção para que os dois não tivessem mais encontros junto ao seu substituto. Vilanova aponta que Guardiola é amigo dele, e afirmou que estava precisando do amigo em um momento como aquele, porém Vilanova aponta que Guardiola dizia que era melhor que os dois não se vissem. O treinador do Barcelona aponta que a pessoa que estava sozinha em um País estranho era ele e que estava passando por um momento ruim era ele, e diz que esperava mais de Guardiola, como amigo e ex-companheiro de time.