Publicado em: sábado, 28/07/2012

Tiro com Arco – Quase cego, coreano bate recorde mundial

Tiro com Arco - Quase cego, coreano bate recorde mundialNesta sexta-feira, 27 de junho, o coreano Dong Hyun bateu o recorde mundial de tiro com arco nos Jogos Olímpicos de Londres. O que chama a atenção no feito é que Hyun é quase cego. O atleta tem 10% da visão do olho esquerdo, e 20% do direito. Clinicamente, Hyun é considerado cego de um dos olhos.

Quando compete, o atleta coreano enxerga apenas as cores do alvo. Foi o suficiente para que ele obtivesse um novo recorde mundial, superando a própria marca. De 720 pontos possíveis na competição, Hyun conseguiu 699. Curiosamente, após a conquista, o técnico coreano mal esboçou uma comemoração.

O recorde mundial também foi superado por outro coreano, Bubmin Kim, que marcou apenas um ponto a menos do que Dong Hyun. O antigo recorde mundial era de 696 pontos, conquistado por Hyun em maio. Já o recorde olímpico estava em 684 pontos, conquistado em 1996 pelo italiano Michele Frangilli.

Na competição por equipes, a Coreia do Sul também lidera, com 2087 pontos. Em seguida vem a França, com 2021. A terceira colocada é a China, com 2019. Sean Tej Chi, técnico da equipe, declarou que ficou feliz pela nova marca, mas que já esperava por isso.

Além da frieza na reação, o técnico sul-coreano não permite que seus atletas dêem entrevistas. A equipe também tenta dar pouca atenção ao problema visual de Dong Hyun. De acordo com o técnico, o arqueiro só não enxerga bem de perto.

Brasil no tiro com arco

Enquanto Dong Hyun batia o recorde mundial, no alvo de número oito, o brasileiro Daniel Xavier tinha problemas no alvo 15. O atleta ficou apenas com 51º posição, e culpou o mau desempenho por problemas na alça de sua mira.

Com 653 pontos, Daniel enfrenta o polonês Rafael Dobrowolski na segunda-feira. Rafael ficou na 14º posição, com 672 pontos. Quem vencer avança para a fase seguinte, que conta com 32 arqueiros.