Publicado em: sábado, 12/05/2012

Thor Batista é indiciado por homicídio culposo

Thor Batista, que se envolveu em um acidente de carro onde um ciclista morreu, foi indiciado nesta sexta-feira (11) por homicídio culposo, aquele onde não há intenção de matar. O indiciamento se deu por conta da morte de Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, que foi atropelado por Thor no mês de março na rodovia Washington Luís, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Wanderson também é considerado culpado pelo acidente de acordo com a polícia, porque não deveria estar trafegando de bicicleta pela rodovia já que havia ingerido bebida alcoólica antes de ser atropelado.

De acordo com o laudo da perícia que foi divulgado pela polícia nesta sexta-feira, Thor dirigia o seu carro, uma Mercedes Bens SLR, a 135 quilômetros por hora. Vale lembrar que a velocidade máxima permitida na rodovia na qual ele trafegava é de 110 quilômetros por hora. Além disso, o laudo apontou que Thor dirigiu em zigue-zague pela posta e ultrapassou um veículo pela direita antes do atropelamento.

Embora a polícia acredite que o filho do empresário Eike Batista estava dirigindo de forma imprudente e em alta velocidade, o advogado do rapaz declarou que não é possível afirmar que a velocidade na hora do acidente era de 135 quilômetros por hora. Celso Vilardi, advogado de Thor, afirmou que irá pedir que o indiciamento seja reconsiderado.

O inquérito será enviado ao Ministério Público na segunda-feira, dia 14 de maio, onde será decidido se será aberto ou não um inquérito e uma ação criminal para o caso.