Publicado em: sábado, 07/01/2012

Thierry Henry volta ao Arsenal e diz que coração falou mais forte

Aos 37 anos de idade, o francês Thierry Henry quebrou a promessa de não voltar a jogar por uma equipe europeia. E, de acordo com o próprio jogador, por uma ótima razão. Ele assinou um contrato de dois meses com o Arsenal, da Inglaterra, clube que o fez virar ídolo mundial, com 226 gols em 370 partidas entre 1999 e 2007.

Depois de cumprir esse curto período, ele volta ao New York para cumprir o restante de seu contrato. Henry explica que aceita trocar o descanso da liga de futebol norte-americana para defender o clube de seu coração. O jogador foi anunciado oficialmente nesta sexta-feira (6) e declarou que, quando o assunto é o clube londrino, o coração manda mais no atacante. Ele confessou que ficou muito feliz quando soube da intenção do clube e admitiu que não iria conseguir dizer não para o time.

Mesmo com a cabeça no Arsenal no momento, o francês deixou os jogadores do New York tranquilos, garantindo que não irá ficar a temporada inteira na Europa e pretende voltar aos Estados Unidos para conquistar títulos com sua equipe. Ele voltou a dizer que não queria voltar a defender um time europeu, mas não conseguiu resistir à proposta do Arsenal.

Espera-se que Henry volte a defender o Arsenal já na próxima segunda-feira (9), contra o Leeds, em partida válida pela Copa da Inglaterra. Nesse dia, Gervinho e Marouane estarão na Copa Africana e Van Persie será poupado pelo treinador Arsene Wenger.