Publicado em: quinta-feira, 21/11/2013

Teste de HIV em criança de risco deve ser feito o mais rápido possível

Teste de HIV em criança de risco deve ser feito o mais rápido possívelUm número superior a 250 mil crianças por ano nascem com o vírus da Aids, porém poucas estão sendo estudadas no tempo determinado indispensável para ganharem tratamento e delongarem suas vidas, afirmou a Organização das Nações Unidas.

Michel Sidibe, diretor executivo da Unaids, filial da ONU para a Aids, relatou que é necessário aprimorar os kits de análise para a descoberta do vírus do HIV em bebês, sem contar que deve abaixar o valor que está na faixa de 25 a 50 dólares por unidade.

Os garotos e garotas, conforme Sidile, são pacientes perdidos da doença da Aids, não obstante 260 mil bebês terem ingressado para os números de 2012, especialmente na África Subsaariana.

Os Consultórios Abbott, dos EUA, e o estabelecimento suíço de remédios Roche estão entre os fundamentais elaboradores de testes de HIV, conforme empregados da Unadis.

Aproximadamente 3,3 milhões de meninos e meninas com até 15 anos são soropositivas, contudo somente 1,9 milhão necessitam de tratamento ultimamente, conforme noticiou a agência, com sede em Genebra. Número inferior a 650 mil, ou 34% das 1,9 milhão ganhou o coquetel antirretroviral contra a Aids em 2012, o que ainda assim banca um acréscimo de 14% em comparação ao ano anterior.

Perto de 14 milhões de homens e mulheres com HIV carecem de tratamento, e nove milhões destes, o recebem, com uma margem bem elevada à das crianças.
A Unaids calhou 22 países com prioridade para o domínio das infecções em crianças, ficando 21 deles na África Subsaariana, aonde jazem 90% das mulheres com o vírus, seguidos pela Índia.