Publicado em: terça-feira, 25/10/2011

Terremoto na Turquia deixa ao mesmo 370 mortos e 1,3 mil pessoas feridas

O terremoto de 7,2 graus de magnitude que aconteceu na Turquia no último domingo (23) deixou ao menos 370 mortos e 1,3 mil pessoas feridas. As equipes de resgate continuam trabalhando para encontrar vítimas sob os escombros, sendo que a cidade mais atingida pelo tremor foi Ercis, no leste do país, onde vários prédios desabaram. Apesar de continuarem com as buscas, autoridades acreditam que as chances de encontrarem pessoas com vida são baixas.

Durante a noite de domingo, as equipes de resgate precisaram usar geradores próprios por conta dos apagões constantes que aconteceram depois do terremoto. Os moradores da região também começaram a ajudar a encontrar pessoas feridas ao cavarem com as próprias mãos ou com o auxílio de pás. De acordo com o chefe do observatório Kandili, a agência sismográfica da Turquia, Mustafa Erdick, “estimamos entre 500 e mil mortos”. Cerca de 2 mil prédios desabaram com o tremor.

O chefe do observatório explica que o cálculo para chegar à estimativa é feito pela estrutura das casas da região e pela força do terremoto. Erdick explicou que o terremoto foi sentido como se fosse de 8 ou 9 graus por ter acontecido muito próximo à superfície, a 5 km de profundidade.

Na seqüência ao primeiro tremor também foram sentidos outros secundários, de magnitude 5,6 e um de 6. Com medo de novo terremoto que desabasse estruturas, diversos moradores passaram a noite na rua com temperaturas abaixo de zero sendo esquentados por fogueiras. De acordo com o primeiro-ministro turco, Reccep Tayyip Erdogan, as áreas mais atingidas foram os vilarejos perto da cidade de Van, pois as casas eram de tijolos.