Publicado em: segunda-feira, 09/06/2014

Tênis: Número 1 do mundo, Nadal conquista Roland Garros pela nona vez na carreira

Tênis: Número 1 do mundo, Nadal conquista Roland Garros pela nona vez na carreiraEm jogo disputado no último domingo (8), o número 1 do mundo, Rafael Nadal, conquistou pela nona vez em sua carreira, a quinta de forma consecutiva, o título do torneio de Roland Garros, na França. O espanhol venceu na decisão o segundo colocado no ranking da ATP, Novak Djokovic, por três sets a um. As parciais foram de 3/6, 7/5, 6/2 e 6/4. Equilibrada, a final teve três horas e 31 minutos de disputa.

Além de se tornar mais uma vez campeão, Nadal impediu que Djokovic lhe tomasse o primeiro lugar no ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). O Toro Miúra, agora, é ao lado do norte-americano Pete Sampras, o segundo maior vencedor da história dos Grand Slams, com 14 títulos no total. Apenas o suíço Roger Federer foi campeão mais vezes, com 17 conquistas ao todo.

A partida final começou equilibrada, com direito a um rali no terceiro game. Nadal conseguiu boas defesas até o oitavo game, quando Djokovic conseguiu a primeira quebra e abriu 5/3 de vantagem. Com duas chances de devolver a quebra no game seguinte, o espanhol cometeu dois erros não forçados e o sérvio fechou o primeiro set em 6/3.

O jogo seguiu equilibrado no segundo set. No sexto game, Nadal chegou à sua primeira quebra na partida e fez 4/2. Porém, Djokovic devolveu a quebra no game seguinte e empatou o set, 4/4. Sem dar chances ao rival, o Toro Miúra fez 6/5 e colocou a pressão do lado do oponente para fechar em 7/5 e empatar o confronto.

No terceiro set, Djokovic errou o bloqueio e mandou na rede no segundo game, Nadal abriu 2/0. Confirmando seus serviços, o espanhol manteve a vantagem e fez 5/2. No oitavo game, Nole mandou uma bola pra fora e o espanhol fechou o set em 6/2.

Mais inteiro na partida, Nadal bate Djokovic e conquista o título mais uma vez na França

Antes do início do quarto set, Djokovic passou mal, mas conseguiu voltar para o jogo. Com um erro não forçado do sérvio, Nadal conseguiu a quebra no sexto game, 4/2. Com erros nas paralelas, o espanhol permitiu que o adversário devolvesse a quebra e chegasse à igualdade, 4/4. O sérvio mandou uma bola fora e o oponente fez 5/4. Depois disso, foi só confirmar o serviço e comemorar o título de Roland Garros, 6/4 e 3 sets a 1.